Apertou gatilho do impeachment de Bolsonaro

Resultado de imagem para deputado delegado waldir

Zorra política bolsonarista

República bolsonariana está de cabeça pra baixo.
Puro saco de gato.
O presidente Bolsonaro quer levar o partido dele na mão grande, se for verdade denuncia bombástica do dep. Delegado Valdir, líder do PSL, na Câmara.
Sinceramente, corajoso, ao dizer que o presidente comprou votos para tomar conta da legenda
Soltou o verbo, para não morrer com a boca cheia de formiga.
Se o que disse não for corrupção a justificar abertura de impeachment contra presidente, não sei mais o que se pode classificar de crime de responsabilidade.
Pô, e o general Ramos, secretario coordenador, heim?
Ligando para deputados, pedindo para mudarem lado!
Minha Nossa Senhora do Céu!
Favorecer o presidente, custe o que custar!
Quequieisso, general, inacreditável, militar da ativa, entrar nessa, assim, de cabeça!
Ousado o comandante!
Que volúpia!
Caramba, o sr. aí, em tão pouco tempo na coordenacão política e já um craque no oficio do toma lá dá cá.
Aprendeu no quartel?
É de dar inveja ao Renan Calheiros e ao fabuloso Jucá!
Pelé no jogo de bastidor!
Isso é que é coordenação política verde oliva!
Qual a moeda utilizada, excelência?
Conversa, pedido ou intimação?

Waintraub entrou na dança

E o que dizer do preclaro economista ministro da Educação, Waintraub, também, dependurado no telefone, no honroso trabalho de servir ao excelentíssimo Sr. Presidente!
Empenhadíssimo em detonar o dep. delegado, aliado do chefe do PSL, para substitui-lo pelo filhinho Eduardo!
Quer dizer, então, que Waintraub saiu do MEC só para ajudar o patrão a dar golpe de mão palaciano em Bivar e no Valdir?
Em vez de estar cuidando de sua obrigação funcional em meio ao caos da Educação…
Shakespeare estaria eufórico com o enredo bolsonarista de golpear aliados incômodos no Congresso.
E aquele deputado tipo gigante de luta livre, empenhado em gravar conversas alheias em reunião partidária?
Que profissional da mais alta estirpe parlamentar!
Os próximos capítulos, semana que vem, serão emocionantes.
Os personagens da republiqueta miliciana bolsonarista se mostram exímios em deixar a plateia em suspense!
Os fugitivos e os que estão por fugir dessa fantástica orgia parlamentar vão, certamente, alimentar os bastidores, incrementando o baile orgiástico.
Tudo, claro, no embalo da confusão evangélica falso moralista, na qual os fiéis se predisporão ao descabelamento geral em transe.
Estará, no palco, regendo o coro, o honorável Maia com pose de novo presidente, dessa nova zorra politica tupiniquim.
Cruz credo!