MÍDIA DE MERDA FOGE DE TACLA DURAN

O poder midiático fugiu do assunto, como o diabo foge da cruz.

Não saiu uma linha nem comentário nem nada.

Mas, o que veio ao ar foi o contraditório do que tem sido espalhado como verdade única, a de que o juiz Moro está com a bola toda, falando a verdade, se comportando, eticamente, no combate à corrupção, por meio da Operação Lavajato, colocando corruptos na cadeia etc e tal.

Tacla Duran descascou o comportamento fascista de Moro, profissional que adota comportamento seletivo, que veste camisa política, de utilizar delações premiadas para obter confissões, como acontecia nos porões da ditadura ou nos processos tocados na idade média pelos Savonarolas da vida.

Duran deixou no ar uma série de denúncias que mereceriam ser investigadas, mentiras ou verdades, não sei, mas declarações ditas e não desmentidas, manipulações de processos e que tais.

CADÊ A HONESTIDADE?

Se houvesse jornalismo honesto, a investigação estaria sendo feita, para o bem e para o mal, mas nada disso aconteceu, nesses dois dias, depois do depoimento dele, para auditório lotado.

Não era notícia?

Não havia parlamentares da base do governo, que, se tivessem interessados no assunto, não poderia perder oportunidade para debater, questionar, contestar ou não as versões daquele que diz, claramente, que foram alteradas, pelos procuradores do Ministério Público, versões dos aplicativos dos programas de computadores da Odebrecht, com intuito de manipular informar, altamente, relevantes etc.

Claro, o objetivo foi o de construir narrativa para pegar Lula, botá-lo na cadeia e inviabilizar, por meio da construção de um discurso jurídico, ancorado em suposições e não em fatos, candidatura dele à presidência da República, algo que escandaliza o mundo e, evidentemente, desmoraliza o judiciário nacional, acusado de ter sido cúmplice de Cunha no processo de impeachment de Dilma Rousseff etc.

STF NA BERLINDA

Bastaria que houvesse punição de Moro, pelo STF, pelo que praticou ao espionar conversa de Dilma com Lula, no auge da conspiração que a derrubou, para demonstrar espírito de investigação da mais alta corte do Brasil para aquilo que o juiz de Curitiba, mesmo, confessou, ou seja, que fez algo de errado.

Mas, nada.

O que fica, definitivamente, comprovado, vista a coisa do ponto de vista da ética e da simples técnica do jornalismo, de que se tem de ouvir os dois lados da notícias, para se fazer justiça, para informar e formar a cabeça da cidadania sobre o que acontece no país, em sua variedade cultural, política, social e ética, é que a mídia oligopolizada brasileira, simplesmente, não fez jornalismo.

Fez, isso sim, merda.

Antiética.

Não pode ser considerada séria no seu trabalho profissional mídia que recusa cobrir o contraditório daquilo que publica como verdade, com intuito de fazer não o gostoso e excitante exercício da informação, na contenda das versões variadas, mas agir como partido político, parte da notícia, mostrando interesse em seu andamento.

DESONESTIDA MIDIÁTICA

Sim, o poder midiático tupiniquim se transformou num grande partido político, rendido ao Consenso de Washington, cujo objetivo é claro: recolonizar economicamente o Brasil e acabar com esse papo de nacionalismo, praticado, hoje, por todos países capitalistas desenvolvidos, no ambiente da guerra comercial, desatada pelo império de Tio Sam.

No Brasil, os vira latas dizem que isso é personalismo, patrimonialismo e populismo.

Não leram o livro sensacional de Jessé de Souza esse bando de alienados.

No caso do depoimento surrupiado de Tacla Duran, o que se verificou, na prática, foi pura desonestidade midiática.

 

 

Uma resposta para “MÍDIA DE MERDA FOGE DE TACLA DURAN”

Os comentários estão desativados.

Facebook
Google+
http://independenciasulamericana.com.br/2018/06/midia-de-merda-foge-de-tacla-duran">
Twitter