Lula Livre x Lula Preso polariza eleição

Mobilização da emoção

Depois que prenderam Lula sem culpa no cartório por juízes que rasgaram a Constituição para prendê-lo, nasceu o Partido Lula Livre.

Irresistível.

Não se trata de mobilização de massa, mas de emoção.

Ela tende a crescer com Lula preso.

Lula é a massa.

Lula preso é a massa presa.

Lula preso não dá voto.

Lula Livre é democracia.

Lula preso é ditadura

Quem se habilita ao suicídio político?

Quem quer ficar com proposta político eleitoral que não tem viabilidade político eleitoral?

Os partidos oficialistas estão com batata quente.

A polarização não dá chance de opção, enquanto Lula estiver preso pelo STF que destruiu a Constituição para encarcerá-lo.

O povo não gosta de injustiça.

Lula está preso injustamente.

Consequentemente, o povo já escolheu seu candidato:

Vai votar no PLL – Partido Lula Livre, partido nascido com prisão de Lula.

Só dois partidos estão em cena depois de Lula preso: Lula Livre, de um lado, Lula preso, de outro.

Que fazer?

Que fazer diante de Lula preso por Constituição rasgada pelo STF?

Os partidos se dividem.

O PMDB está rachado.

Os líderes querem Lula Livre, para salvar o partido.

Rodrigo Maia, Democrata, disse que não se sente confortável com Lula preso.

Tenta sair pela tangente: quer PEC contra prisão em segunda instância.

Papo furado.

Não é possível votar PEC com intervenção militar, como a do Rio de Janeiro.

A constituição proíbe.

Temer partiu para a ambiguidade.

A Constituição, disse, tem que prevalecer.

Qual Constituição?

A Constituição que o STF rasgou?

Ou a Constituição que condena prisão em segunda instância, sem presunção de inocência?

Os tucanos defenderão Lula preso para pedir voto ao eleitor?

Dilema destrutivo

Lula preso é bola fora eleitoral.

O que aconteceu com Ciro é sintomático.

Cometeu a burrice de dizer que não iria solidarizar-se com Lula para não ser puxadinho do PT.

O que o populacho entendeu?

Que Ciro, se não é Lula Libre, é Lula preso.

Teria a simpatia de petistas que poderiam tê-lo como segunda opção, se não for possível a Lula ter seu nome registrado na urna eleitoral.

O arrependimento bateu firme.

Agora, está dizendo que vai visitar Lula na prisão.

Corre contra o prejuízo.

Justiça é Lula Livre

 

Consequentemente, Lula Livre passa a ser o partido do povão, que faz a leitura essencial:

Democracia! Lula Livre!

Ditadura! Lula preso.

Nunca a realidade foi tão dual.

Dualismo político eleitoral irresistível.