Globo foge de Lula

PÂNICO GLOBAL
Huck não deu nem prá saída como adversário de Lula. Já pensou Lula destacando no horário eleitoral que Huck é o candidato da Globo que está sendo processada em Nova York por prática de corrupção no futebol mundial? Que moral tem a Globo de acusar Lula de corrupto, se pratica corrupção internacional em larga escala utilizando laranjas para agir em seu nome? A fuga de Huck é a fuga da Globo de Lula.

Fuga da verdade

O candidato extra-oficial, mas real, da Rede Globo, Luciano Huck , pop star da emissora, para tentar comandar o poder como seu pupilo eleitoral, fugiu da batalha.

Por que?

Na verdade, foi uma fuga da Globo.

Fuga de quem?

De Lula, claro.

Lula, absoluto nas pesquisas, se apressou em carimbar a testa de Huck como candidato da Globo, ao dizer que adoraria disputar com ele nessa condição, ou seja, porta voz no Planalto da Rede Globo, caso seja eleito.

O que teria levado a Globo a não bancar Huck, depois de encher o balão dele, nos últimos meses?

Negócios e política

A incógnita que representa mistura de política e negócios está por trás de tudo, visto que não se tem certeza de nada.

Indiscutivelmente, a sociedade, por meio das mídias sociais, espaço livre comunitário, virou grande crítica da Globo.

A participação da Globo no golpe antidemocrático midiático de 2016, de forma descarada, e a manipulação do noticiário relativamente à realidade colorida da economia, em que dados de crescimento divulgados não combinam com a realidade do desemprego e da recessão, reduzem e destroem credibilidade da emissora.

A prova da manipulação é a completa ausência do cumprimento do jornalismo honesto, ou seja, dar voz livre às duas faces da realidade, a positiva e a negativa em interatividade dialética.

Pensamento único neoliberal

Para a Globo, apenas, uma voz, a do pensamento único, produzida pelo mercado financeiro, deve ser vocalizada.

Realidade e fantasia batem cabeça.

A sociedade despertou para o caráter dúbio da Globo.

Prega, de um lado, contra a corrupção, mas, de outro, a pratica.

Os contratos firmados com a FIFA para transmissão de jogos no continente sul-americano e para a Copa do Mundo são puras práticas mafiosas.

Soma-se essa realidade negra global às denúncias de sonegação de impostos, que avançam pelos bilhões de reais, e tem-se uma lambança global.

Além de manipular o povo, a Globo rouba imposto que é do consumidor, por meio da sonegação.

Tudo isso vem à baila nesse momento e as respostas da Globo são as de que fala para imbecis que acreditam nas suas versões.

Lixo Global

Semana passada, invadiram gravação ao vivo da Globo, em São Paulo, com impropérios, como “A Globo é lixo”.

A Rede Globo, nesse contexto de misoginia translúcida,  em que mistura condição empresarial e política, na tarefa de bombear, politicamente, Huck, teria a ganhar ou a perder num confronto com Lula por intermédio de garoto propaganda do Itaú em auditório global?

Certamente, a desistência da Globo de Huck é a primeira fuga dela de Lula.

A essência dessa fuga expressa tentativa de eliminar imagem de corrupta que o episódio FIFA levantou.

A emissora está sendo julgada em tribunal de Nova York.

Qualquer revés externo comprometeria sua sobrevivência.

Perigo externo

O governo brasileiro manteria concessão de empresa de comunicação que fosse condenada nos Estados Unidos?

Essa a razão de Lula torcer para ter candidato com a marca Globo na testa como oponente em campanha eleitoral.

Sopa no mel.

A destruição da candidatura Huck evita a destruição da própria Globo.

Os Marinho caíram na real: são amplamente vulneráveis.

Quem tem Ku tem medo.

5 respostas para “Globo foge de Lula”

  1. A Regulamentação dos meios é URGENTE. Se Lula vencer, será a primeira medida de várias que podem abrir caminho para uma guinada verdadeiramente à esquerda.

  2. Num próximo governo Lula deve separar o joio do trigo. Ter cuidado com as alianças. O governo e o PT deve se apoiar e se aliar com os movimentos sociais e com a esquerda, uma ampla aliança com setores progressistas e radicalizar nas mudanças necessárias para favorecer os mais pobres. Reforma tributária taxação das grandes fortunas e progressiva. Reforma agrária, reforma política, controle na comunicação e auditoria da dívida pública.

  3. No texto, só não gostei dessa expressão “realidade negra”.
    No mais, é a realidade.

Os comentários estão desativados.